Escolha uma Página

 

POIS BEM – Quando segunda chegar e a sessão ordinária na Câmara começar, as atenções estarão voltadas ao vereador Jorge Bocasanta, do PROS. Será que entrará em conflito aberto com os colegas, alguns bem descontentes pela declaração dele feita ontem(28), na sessão que cassou o mandato de Damasceno Júnior? O polêmico político repetiu, agora, ao Tarobá News, a expressão “aqui todos são corruptos”, usada, entre outras, no pronunciamento como crítica ao processo resultante na perda de mandato do acusado. Bocasanta não retirou a declaração, porém se disse mal compreendido. Ele explicou haver feito referência “à política nacional”, sem intenção de ofender os pares. “Sempre digo que aqui nao tem santinho. Cada um sabe como funcionam as coisas no próprio gabinete. Não pretendo denunciar ninguem”, pontuou. Sobre o pedido de explicações solicitado ao presidente Alécio Espínola pelos zangados Olavo Santos, Fernando Hallberg e Pedro Sampaio, garante estar ao dispor. Os dois últimos foram ao Gaeco no final da tarde, protocolando pedido de investigação a respeito da afirmativa. Bocasanta não sabia da ida deles ao MP e declarou disposição de atender qualquer autoridade constituída. “Até será bom bater um papo com o promotor”, arrematou.

Compartilhe essa notícia