Escolha uma Página

 

Os advogados Armando Souza e Moacir Vosniak definirão nesta quarta-feira(27), se assumirão a defesa do vereador Damasceno Júnior. O parlamentar enfrentará sessão especial do Legislativo, quinta(28), a partir das 9h30min. Ele é acusado por duas ex-contratadas de exigir dinheiro sob ameaça de demitir as assessoras. O acusado alega inocência e ser vítima de perseguição. Caso não consiga 7 votos a seu favor, perderá o mandato e só será reconduzido anulando a pena com recurso na Justiça. A dupla tem experiência no assunto. Vosniak defendeu o ex-vereador Mario Seibert, que chegou a sofrer sentenças e foi inocentado no final. Damasceno e Moacir conversaram nesta terça, na Câmara. Quem for defender o representado poderá usar até duas horas na argumentação.

Sem renúncia

O procurador jurídico do Legislativo, Rafael Salvatti, explica que o Regimento manda eventual comunicado de renúncia ser protocolado e lido até a última sessão ordinária antes da que definirá a cassação ou permanência do representado. Damasceno não fez o encaminhamento e perdeu o prazo.

Compartilhe essa notícia